03 maio, 2006

XIV - Mortos

Era para ser um álbum de fotos. Era para ser uma coleção de lembranças de um passado recente. Era para haver sorrisos nas faces quem olhasse para esses retratos. Retratos mudos, todos devidamente datados para nunca serem esquecidos, porém todos queriam esquecer, ou melhor, fazer com que nunca tivesse acontecido. Todos ajeitados, um ao lado do outro como um lindo álbum. Das duas datas, a primeira nenhum papiloscopista pode lembrar, já a última, seria prezeiroso poder ser esquecida por todos.
Postar um comentário