26 abril, 2006

XIII - Afogado

Mergulhei minha cabeça num tanque de ilusões, prendi o ar de minha realidade até quando não pude mais. Quando resolvi tirar a cabeça de lá e voltar a respirar, não havia mais forças em meus braços.

Afoguei.
Postar um comentário