18 agosto, 2010

XLVIII - Os Que Não Marcam

Há os que marcam. Marcam por uma série de motivos. Há quem marque pelo sorriso, há quem marque pela dignidade. Há quem marque pelo mau caráter e pelo bom também. Há quem marque pela imperfeição e há quem marque até por algo sem motivo.

Mas há os que não marcam. Há aqueles que simplesmente fazem parte de nós. Parte essa que se sair, será como uma tatuagem apagada, uma cicatriz omitida, um membro arrancado.

Até não me importo que me tirem aqueles que me marcam, mas não me tirem aqueles que fazem parte de mim. Sejam eles bons ou ruins.
Postar um comentário