21 março, 2009

XXXIX - Ela e Seus Pudores

Ela e seus pudores. Sempre assim, sempre cheia de recatos. É quase impossível acreditar que não pense em nada daquilo. Vocês já devem ter ouvido dizer que a mente humana não sabe negar sem antes afirmar nada. Bem como dizer “Não pense no amarelo” e lá está: antes de avaliarmos o objeto direto da frase, só o fato de “não” ter que pensar já o fez primeiro e assim nega-lo depois, e na sequência, a cor amarela fecha nosso pensamento e posteriormente se tornou qualquer outra cor que não o amarelo.
É asim que funciona a mente daquela hipócrita de canto com seus vestes politicamente corretos. Aquela mente podre pensa em todos os pecados ao mesmo tempo, sem o menor pudor e nega a todos sempre depois de imaginar como seriam. Suas roupas íntimas encharcam-se de desejos e secam a dignidade enquanto pune a alma pura que pensa ter.
Postar um comentário