12 julho, 2006

XXII

"A poesia e a música são seivas que escorrem por seus dedos, se misturam com o olhar e se transformam em palavras pintadas que poucos entendem. Pensar é a borracha que apaga o sentido da essência da seiva que ali escorreu."
Postar um comentário